fbpx

Fisioterapia para o Parto Normal

A Fisioterapia para o parto normal ajuda a gestante a desenvolver habilidades que serão necessárias no momento do parto, como a melhora da capacidade física e melhora da respiração, contribuindo para o alívio da dor e para uma boa progressão do trabalho de parto, contribuindo no empoderamento feminino e na participação ativa da mulher no seu parto.

Exercícios de consciência corporal, mobilização pélvica, alongamento, fortalecimento e exercícios respiratórios contribuirão para a preparação física global para o parto e para o pós parto.

Mulher grávida em 3 posições de exercícios de fisioterapia para gestantes

Alongamento do assoalho pélvico para o parto normal

Os músculos do assoalho pélvico, ou períneo, ficam localizados bem abaixo do corpo, entre o osso púbis (na frente da pelve) e o cóccix (atrás, no final da coluna). Estes músculos sustentam os órgãos pélvicos no lugar (bexiga, útero e reto) e circundam a uretra, a vagina e o ânus, garantindo o fechamento da uretra e do ânus quando ocorre um aumento de pressão.

Durante o parto normal, quando o bebê passa pela vagina, esses músculos são comprimidos, e além de sofrerem com essa compressão, podem ser lacerados, quando rasgam espontaneamente, ou o médico pode precisar fazer a episiotomia, que é um corte nessa região para permitir a passagem do bebê. Esses tipos de lesões podem prejudicar a função desses músculos após o parto, contribuindo para o surgimento de incontinência urinária, prolapso dos órgãos pélvicos (como a “bexiga caída”), e a diminuição da sensibilidade ou dor na relação sexual.

Realizar a Fisioterapia para o Parto Normal ajuda a diminuir e até mesmo a evitar lesões no assoalho pélvico durante o parto

O preparo perineal para o parto, visando o alongamento perineal, será realizado no terceiro trimestre de gestação, no final da gestação, diferentemente dos exercícios de fortalecimento perineal que foram praticados durante toda gestação .

O objetivo principal deste trabalho será aumentar a extensão e flexibilidade muscular do períneo (dos músculos do assoalho pélvico), ou seja, seu alongamento, para assim facilitar a passagem e saída do bebê no parto.

A Massagem Perineal consiste em um alongamento passivo das fibras musculares do assoalho pélvico, com a introdução do dedo na vagina e realização de movimentos circulares, e de um lado para outro, aumentando a amplitude de abertura do canal vaginal, com acompanhamento pela fisioterapeuta, e realizada diariamente em casa pela própria gestante ou parceiro.

O Epi-No é um dispositivo de origem alemã, constituído por um balão de silicone que é introduzido na vagina e, depois, insuflado sob pressão controlada, promovendo assim um efeito de alongamento do assoalho pélvico e da musculatura local em todos os sentidos. A insuflação deve ser realizada de acordo com a tolerância de cada mulher, em períodos de treinamento de aproximadamente 10 minutos.

EPI-NO

Numa segunda etapa, o balão deverá ser expulso cheio, através do relaxamento completo da musculatura vaginal e perineal, simulando assim o período expulsivo do parto.

A realização da massagem perineal e o uso do Epi-no devem ocorrer sempre com a orientação de fisioterapeuta especialista na área, e  na ausência de contra-indicação ou restrição médica.

Dessa forma mantemos o períneo íntegro durante o parto normal, facilitando a recuperação após o parto e diminuindo os riscos de desenvolvimento de disfunções do assoalho pélvico, como a incontinência urinária.

Vamos iniciar a preparação para o parto normal? Aproveite e assista esse vídeo sobre o assunto:

Preparação para o Parto Normal
Open chat
1
Olá!
Posso te ajudar?
Powered by