fbpx

Fisioterapia para Bexiga Hiperativa

Você vai toda hora ao banheiro? Acorda muitas vezes à noite para urinar?

Tem uma vontade forte e incontrolável de urinar?

Ou quando está abrindo a porta de casa para entrar, perde um pouco de xixi na calcinha?

Se a resposta for sim para duas dessas perguntas, você pode apresentar a bexiga hiperativa, e uma avaliação com a fisioterapeuta é extremamente importante para cuidar deste problema, que pode se agravar com o decorrer do tempo.

A mulher com a síndrome da bexiga hiperativa (BH) tem necessidade de urinar repentinamente, fazendo-a ir ao banheiro rapidamente, sem poder esperar, podendo ocorrer escape de urina antes da chegada ao banheiro. Além desse sintoma, são comuns o grande número de idas ao banheiro durante o dia e durante a noite.

Esta síndrome afeta mulheres de todas as idades e não é apenas um sinal de envelhecimento.

É desencadeada pela contração incontrolável e inapropriada do músculo da bexiga (é um músculo liso, não controlado voluntariamente),  gerando sintomas inconvenientes, e até a perda de urina. 

A causa da Bexiga Hiperativa é desconhecida na maioria dos casos.

O tratamento da BH envolve algumas mudanças do estilo de vida que podem aliviar e melhorar os sintomas, tais como:

  • Redução da ingestão de bebidas contendo produtos derivados da cafeína (como café, refrigerantes e chás escuros – preto, mate, verde), álcool e bebidas gaseificadas que podem agravar significativamente os sintomas de BH;
  • Redução da ingestão de pimenta, chocolate e comidas industrializadas;
  • Redução ou interrupção do tabagismo;
  • Ingestão de 1,5 a 2 litros de líquidos por dia.
Senhora sorrindo conversa com alguém

Além disto, técnicas como a re-educação vesical, a eletroestimulação e os exercícios dos músculos do assoalho pélvico são utilizadas com bons resultados.

O hábito de ir freqüentemente ao toalete, mesmo sem ter grande desejo, com medo da perda de urina, pode agravar a bexiga hiperativa, uma vez que a sua bexiga torna-se progressivamente menos capaz de armazenar urina. Assim, há a necessidade de treinamento da sua bexiga!

Mulher de biquini segura um despertador à frente do quadril

O treino vesical consiste na capacidade de agüentar cada vez mais volumes maiores de urina sem ir tão freqüentemente ao toalete (pois a bexiga deve conseguir armazenar confortavelmente de 400 a 500 ml de líquido).

Mas, cuidado! O treinamento e a re-educação da bexiga deve ser feito com orientação de fisioterapeuta especialista na área, de acordo com os sintomas de cada paciente, para que a melhora dos sintomas seja alcançada sem prejuízo ao sistema urinário.

Eletroestimulação para bexiga hiperativa

A eletroestimulação transcutânea do nervo tibial posterior é uma alternativa para o tratamento de bexiga hiperativa, já que não apresenta efeitos colaterais e leva à melhora dos sintomas.

Essa técnica envolve a colocação, sobre a pele próxima aos tornozelos, de eletrodos que são acoplados a um aparelho que estimula eletricamente o nervo. Este nervo possui as mesmas raízes nervosas do nervo que controla o músculo da bexiga. Dessa forma, ocorre a re-educação e coordenação das células nervosas responsáveis pelo controle da bexiga.

Treinamento dos músculos do assoalho pélvico na bexiga hiperativa

Exercitar os músculos do assoalho pélvico diariamente ajuda a controlar o funcionamento da bexiga. Os exercícios do períneo inibem a contração da bexiga, evitando a perda de urina.

Quando os exercícios são realizados com freqüência, a contração se torna mais fácil de ser realizada, além de se tornar mais efetiva para segurar a urina nos momentos de desejo súbito e intensa necessidade de urinar.

Assista na página de vídeos algumas dicas para começar a exercitar seu assoalho pélvico, incluindo as dicas do vídeo “Recuperação do Assoalho Pélvico Após o parto

Mas lembre-se de que a avaliação e orientação de um fisioterapeuta especialista é essencial para a realização correta dos exercícios e tratamento dos sintomas.

Mulher se alonga com pesos nas mãos sobre uma bola de pilates